terça-feira, 15 de junho de 2010

Blocos de patchwork - sequência de montagem

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...




Segundo o site Quilt Block Library o segredo do sucesso do patchwork está na capacidade de olhar para um bloco e dividi-lo em unidades.


A maioria dos blocos tradicionais cabem em uma grade, que diz respeito ao número de quadrados em que o bloco é dividido.


Como eu não consigo imaginar se um jeans combina com uma camiseta sem vestir e olhar no espelho, melhor seguir as dicas abaixo, se você também é assim bem vinda ao clube o boa leitura! 






Sequência de montagem dos blocos 




Um 4 patch está dividido em 4 quadrados que compõem um bloco, dois quadrados para cima e para baixo - assim quatro patches. 




Um 9 patch é dividido em 9 quadrados que compõem um bloco - três para cima e para baixo e três de largura, fazendo 9 patches.






Um 5 patch é dividido em 25 quadrados - cinco para cima e para baixo e cinco de diâmetro. Vinte e cinco em todos os patches, mas 5 por 5 é a chave.



Um 7 patch é dividido similar a um remendo 5-7 quadrados para cima e para baixo. Quarenta e nove em todos os patches, mas 7 por 7 é como ele é lembrado.



Cada uma destas divisões é chamada de patch, em português "remendo". Muitas vezes, cada patch está dividido em triângulos ou quadrados onde você coloca tecidos diferentes.



Uma vez que você sabe como identificar cada um desses tipos de blocos, torna-se fácil de dizer qual o tamanho para que cada bloco.



O bloco do quilt mais popular é o patch 4 e 9.


Acesse a galeria do site Quilt Block Library para ver modelos de blocos tradicionais.


Veja também o About.com: Quilting para aprender de forma bem didática a fazer este lindo bloco com quadrados.




Se estiver pensando em fazer uma colcha siga a tabela com as medidas dos colchões e das colchas, sugestão do Carolina Quilts.  



2 comentários:

  1. Oi Mariane, agradeço o seu recado em meu blog. Vim visitar e conhecer o seu cantinho.
    Aproveito para agradecer o toque que deu referente aos preços da peças. Sabe, na verdade uso geralmente outros tecidos e vendo mais tiaras, os quais não fizeram parte do post. Aqueles ali comprei mais para uso pessoal mesmo. Porém, fiquei a pensar, e aquilo pederia ser desrespeitoso também com quem trabalha com patch, né? Acatei seu toque e mudei o texto. Agradeço porque escrevi sem me ligar neste ponto que você mencionou.
    Adorei sua dica aqui, porque tenho também dificuldades para montar estampas. Geralmente acabo optando pelo mais óbvio e seguro, sendo que as peças mais bonitas que já vi são as que mostram combinações inusitadas.
    Aquelas tags que você viu no post do bombom eu peguei na net em outro blog que os disponobilizava. Mas geralmente quando quero montar um tag ou etiquetas, uso o photoshop. Vou ver se consigo montar um pap sobre isso.
    Quanto ao tecido usado, eu não uso algodão puro pq tb tenho dó, rsrsrs. Uso aquele misturado com um pouco de poliester. Não sei se chita adere com cola no EVA, se aderir ficaria lindo!! Eu tentei com poliester e não colou de jeito nenhum. Se você tiver retalho, faça um teste num pedacinho pequeno.
    Ahhh desculpe-me o recado gigantesco, me empolguei. Vou continuar lendo seu blog e xeretar suas dicas.

    Bjs, Elaine

    ResponderExcluir
  2. oie flor! achei bem bacana este post e vim te agradecer... sempre acompanho seu blog ... obrigada por compartilhar conosco... bjoka da Leide

    http://patcharteria.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir