terça-feira, 27 de agosto de 2013

A bailarina e o soldadinho de chumbo - wip

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Em produção, há uns dias fiz o desenho e agora estou terminando o trabalho, mas não resisti e vim mostrar como está ficando. 

A bailarina e o soldadinho de chumbo, acho esse história muito triste, mas acredito que justamente por ser triste é marcante e romântica.

Boa ideia para um enfeite de maternidade quando é um casal de gêmeos ou quando o casal de irmãos divide o mesmo quarto.

Essas peças aqui serão parte de um enfeite de conto de fadas que vou montar para minha filha, ela está prestes a fazer 8 anos e quando nasceu a gente estava tão duro e ao mesmo tempo trabalhava tanto, eu era consultora de viagens, que não tive tempo nem dinheiro de providenciar um enfeite.

Ganhei uma boneca com um buquê de flores de presente quando estava na maternidade e foi ela que, super de improviso, serviu de enfeite de porta da maternidade.

Na época não ligava muito para essas coisas e como não tinha nenhum bebê na família nem lembrava quando foi a última vez que fui à maternidade, acho que nem sabia da importância de colocar um enfeite de boas vindas na porta até sentir falta de um.

Muita coisa aconteceu nessas anos todos, a vida mudou para melhor, parei de trabalhar quando a Laura tinha pouco mais de 1 aninho e comecei e me interessar por patchwork, sempre achei lindo esse tipo de trabalho e pensei que poderia costurar. 

Comprei uma máquina e tive muito patrocínio de mamãe e do marido para comprar tecidos, tesouras, mobília, aviamentos e tal, a partir daí comecei a frequentar aulas com uma professora e pouco tempo depois decidi que ia alçar voo solo, virei autodidata, assisti muitos vídeos, li muitos tutoriais, imprimi dezenas de moldes que nem sequer os cortei, tentei, errei, mudei de ideia, chorei, acertei e criei minha finada lojinha no Elo7.

O período da loja foi muito bom enquanto durou, vendi bastante, ficava aflita por não conseguir dar conta de todos os pedidos, passei madrugadas seguidas costurando, mas agora tento achar o ponto de equilíbrio entre minha família, meu trabalho de casa e minhas costuras por aí, já provei para mim que sou capaz e que aprendi muito, quero ainda fazer muita coisa nova e aprender mais.

Para chegar onde eu quero preciso de tempo pois sempre quero experimentar algo novo e isso requer muito de mim, o objetivo agora é fazer menos e com mais qualidade, quero costurar coisas para durar, para serem lembradas, que levem um pouquinho de mim para alegrar o mundo e que sejam usadas por muitos anos. 

Taí uma ótima explicação para eu dar quando alguém fica contrariada ao me ouvir tentar explicar porque não faço lembrancinhas, preciso tomar nota!      



4 comentários:

  1. É verdade, "fazer menos e com mais qualidade", este é um trabalho delicioso, mas também cansativo, sem falar nos deveres domésticos, familiares e sociais e ainda ter tempo para se dedicar à estes nossos cantinhos...ás vezes penso que o dia precisaria ter 48 horas...rsrs...ah e seu trabalho É muito bem feito!

    ResponderExcluir
  2. Oi Elaine, pois é, sei que minhas preocupações são as de todas as arteiras-mamães-donas-de-casa, mas no fundo adoro estar sempre ocupadíssima.

    ResponderExcluir
  3. Gostei de ler a sua história. Eu gosto muito de trabalhos em feltro, mas infelizmente não tenho jeito para desenhar... então eu procuro inspiração aqui e ali, e a gente encontra tanta coisa linda na net, que acaba aprendendo e se inspirando muito. Aqui no seu blog é uma perdição, fico com vontade de fazer tanta coisa! rs Aqui em Portugal não existe esse hábito do enfeite na porta da maternidade, mas vejo sempre nos sites/blogs/Facebook brasileiros, e vejo cada coisa mais linda!
    Obrigada por partilhar os seus trabalhos lindos. Os meus trabalhos (ainda de principiante) estão na página do FB "Arca das Marias". Talvez em breve eu faça alguma peça inspirada no seu trabalho, mas prometo referir a fonte de inspiração :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cláudia, comecei a desenhar há pouquíssimo tempo, às vezes erro, às vezes acerto, mas é certo que sempre desenhei muito quando criança, devia ter esse talento adormecido, sabe? rs Pois olha só que ideia boa você começar a fazer isso aí em Portugal! Depois da maternidade os enfeites vão para a porta do quarto da casa da criança. Não precisa citar meu nome, imagina, inspiração a gente tira de todo lugar e quem costurar é você, então o trabalho é teu. Grande abraço e boas costurinhas!!!

      Excluir